O passado, o presente e o futuro dos iogurtes

image1 (8)

Olá gente gira! O post de hoje é inteiramente dedicado a contar-vos tudo sobre os iogurtes.

Os iogurtes começaram a ser consumidos pelos povos nómadas, que ao transportarem o leite do seu gado em recipientes feitos de pele de cabra, perceberam que após algum tempo a temperatura do leite em contacto com a pele de cabra formava uma massa coagulada, semi-sólida a que hoje em dia chamamos de iogurte.

Ao longo dos anos os iogurtes sofreram uma enorme evolução, isto porque além de serem um produto muito saboroso e apreciado, são também conhecidos por serem uma fonte natural de cálcio e uma excelente ajuda na manutenção de uma boa saúde da flora intestinal.

Depois dos iogurtes naturais, nasceram os de sabores e de aromas, com pedaços, mais e menos cremosos, com mais e menos gordura, mais ou menos açucarados.

Depois de tantos anos de inovação e quando pensávamos que não havia mais nada para inventar nos iogurtes, aparecem os Skyr. Estes iogurtes estiveram durante semanas seguidas esgotados nas prateleiras de todos os supermercados pois prometiam ser uma alternativa muito mais saudável do que os iogurtes que conhecíamos até então.

Os Skyr, são uma boa alternativa aos iogurtes ditos “normais”, pois além de um teor baixo em gordura e açúcar, têm também cerca de mais 6 a 8 gr de proteínas por 100 gr do que os iogurtes convencionais (Valores nutricionais variam de marca para marca – importante ler sempre os rótulos com atenção!)

Como referi acima, os skyr são de facto uma boa opção, mas com “reinado” prestes a chegar ao fim. 

Portugal acaba de dar um enorme passo no que toca à produção de iogurtes e passa agora a produzir os melhores, mais saudáveis e nutritivos iogurtes que alguma vez se viu!

A Tété Queijos,  acaba de lançar um novo iogurte de cabra, baixo em gordura, sem açúcares, isento de lactose, rico em proteínas, cálcio e vitamina B6.

Mas o que torna então este iogurte de cabra tão diferente dos outros?

  • O leite de cabra tem cerca de mais 20% de cálcio que o leite de vaca.
  • É menos tóxico, pois não contém as hormonas do leite de vaca.
  • Rico em riboflavina, responsável pelo aumento dos níveis de energia.
  • Contém selénio; Um mineral que ajuda a fortalecer o sistema imunológico.
  • Pode ser consumido por pessoas intolerantes à lactose.
  • Vários estudos indicam que o leite de cabra potência o efeito do ferro na produção da hemoglobina, fazendo com que assim se consigam prevenir doenças como a anemia.
  • Auxilia na perda de peso; Contém proteínas, aumenta a saciedade e prolonga a energia durante mais tempo, além de ser baixo em caloria (100 gr contém 57,2 kcal)

Com isto tudo, acho que percebem que este iogurte chegou mesmo para mudar as nossas vidas não é verdade? Mas falta falar de uma coisa.. o sabor! O sabor destes iogurtes é muito intenso e como não tem açúcar pode ser considerado “demasiado” forte. A minha sugestão para esses casos é que adicionem uma colher de sobremesa ou chá de mel, compota ou uma pitada de canela.

Quem está contente com as novidades? Já provaram algum iogurte de cabra antes? O que acharam? Contem-me tudo!

Beijinhos e bom fim de semana! ❤

 

 

 

Standard

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s